De olho vivo

Thursday, March 31, 2005

Os políticos que temos

É preocupante constatar como nos últimos anos Portugal tem sido governado por uma classe política que se tem caracterizado de forma chocante por falta de transparência, rigor, despesismo e corrupção.
Em Portugal não se aplica aos governantes a máxima: "O exemplo deve vir de cima".
São eles os primeiros a exigir sacrifícios apregoando hipocritamente a redução da despesa pública, enquanto obtêm ao fim de três legislaturas a reforma e o cidadão-comum tem que trabalhar o triplo dos anos!
Os escândalos, os sacos azuis já se tornaram de tal forma uma constante que a maioria dos portugueses aceita as arbirariedades a abusos de poder como se fossem uma fatalidade impossível de alterar.
A atitude da maioria dos cidadãos é de amorfismo e inércia perante um estado de coisas que acham que não conseguem mudar.
A única forma é organizarmo-nos para podermos de forma eficiente chatear quem nos chateia, confrontar, questionar, responsabilizar, exigir.
Fundarmos uma associação de cidadãos indignados!